Conheça a casa onde Marilyn Monroe viveu seus últimos dias


Em agosto de 1962, Marilyn Monroe foi encontrada morta em sua casa. As circunstâncias controversas de sua morte atraíram à residência, em Brentwood, Los Angeles, um considerável número de fãs que ansiavam por um último adeus de sua musa.

Marilyn Monroe em sua casa em Brentwood, Los Angeles, onde viveu seus últimos dias (Foto: Reprodução/George Barris)

Construída em 1929, a propriedade foi adquirida por Marilyn seis meses antes de sua morte. A atriz, que havia sido aconselhada por seu psicólogo a “fincar raízes”, encantou-se pelos jardins do local, e ali buscava fugir da conturbada vida de celebridade e restabelecer-se emocionalmente.

Marilyn Monroe em sua casa em Brentwood, Los Angeles, onde viveu seus últimos dias (Fotos: Reprodução/George Barris)

Com 4 quartos e 3 banheiros, a casa era simples em comparação à suntuosidade das mansões hollywoodianas. Influenciada por uma recente viagem ao México, Marilyn investiu em uma decoração latina, com grafismos e cores vivas.

A casa de Marilyn Monroe em Brentwood em 1962 (Fotos: Reprodução)


A residência teve outros proprietários ao longo das décadas posteriores a morte da atriz e, em 2010, foi vendida por 3,85 milhões de dólares.

(Foto: Reprodução/David Offer Real Estate)

(Foto: Reprodução/David Offer Real Estate)

(Foto: Reprodução/David Offer Real Estate)

(Foto: Reprodução/David Offer Real Estate)

(Foto: Reprodução/David Offer Real Estate)

(Foto: Reprodução/David Offer Real Estate)

(Foto: Reprodução/David Offer Real Estate)

Império Retrô

Criado em 2010 por Rafaella Britto, o blog Império Retrô aborda a influência do passado sobre o presente, explorando os diálogos entre moda, arte e sociedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pela sua visita e sinta-se à vontade para opinar. Lembre-se de que:

(1) Todos os comentários são moderados pela editora do Império Retrô;
(2) Críticas e sugestões serão bem-vindas;
(3) Não serão aceitos spams e comentários anônimos de cunho agressivo.