A coleção de figurinos de Mary Pickford

Por Rafaella Britto

Mary Pickford em foto publicitária do filme "Coquete" (1929) - (Foto: Reprodução)

A preservação e difusão dos arquivos históricos exerce fundamental importância na construção da memória artística e cultural das sociedades. Pensando nisto, o Museu de História Natural de Los Angeles (Natural History Museum of Los Angeles - NHM) busca preservar o arquivo fílmico e o legado de pioneiros do cinema norte-americano e mundial: recentemente, o exuberante vestido de autoria do figurinista Mitchell Leisen, usado pela atriz Mary Pickford no filme “Dorothy Vernon of Haddon Hall” (Marshall Neilan, 1924), que havia sido emprestado ao Pickford Film Center em Cathedral City, retornou a posse da Fundação Mary Pickford. Para assegurar a preservação da obra, a Fundação entregou-a ao Museu de História Natural de Los Angeles, entidade que abriga uma significativa coleção de figurinos de Mary Pickford, doados pela própria atriz em 1932.

Figurino de Mitchell Leisen para Mary Pickford em "Dorothy Vernon of Haddon Hall" (1924). A peça pertence hoje ao Museu de História Natural de Los Angeles (Fotos: Movie Diva

O vestido pertence, agora, a coleção que abarca mais de uma dúzia de figurinos das produções da “queridinha da América”, dentre eles, outras peças do filme “Dorothy Vernon of Haddon Hall”, como o vestido de veludo preto ornamentado com brocados de ouro metálico, o vestido de veludo verde com detalhes em pedraria, e o vestido de veludo magenta com gola de renda de algodão e revestimentos de tafetá e chiffon.

Mary Pickford em "Dorothy Vernon of Haddon Hall" (1924). Alguns figurinos pertencentes à produção do filme podem ser vistos no Museu de História Natural de Los Angeles (Foto: Reprodução)

Os designs dos figurinos demonstram o cuidado e a atenção de Mary Pickford quanto aos detalhes, e seu “olhar clínico” ao contratar os maiores talentos de sua época para trabalharem junto às suas produções. Beth Werling, gerente do Departamento de História do NHM, diz que “o profundo envolvimento de Pickford no design de figurino atesta sua brilhante habilidade na produção de filmes, e o quanto ela sabia que as roupas são a chave da arte de contar histórias”. Na coleção, está presente, também, a tiara dada a ela por fãs russos durante sua estada em Moscou ao lado do marido, o ator Douglas Fairbanks, em 1926. A mesma tiara aparece nos filmes “A Kiss from Mary Pickford” (Sergei Komarov, 1927) e “Taming of the Shrew” (Sam Taylor, 1929). O vestido preto usado em “Dorothy Vernon of Haddon Hall” é também visto em “Taming of the Shrew”, estendido sobre um baú.

Mary Pickford e Douglas Fairbanks em "A Mulher Domada" ("Taming of the Shrew" - Sam Taylor, 1929) - (Foto: Reprodução)

Os vestidos de Mary no filme “A Pequena Annie Rooney” (William Beaudine, 1925) não são deslumbrantes como os de “Dorothy Vernon of Haddon Hall”, porém transmitem a meiga essência da garotinha dos subúrbios nova-iorquinos. O NHM abriga dois figurinos de “Annie Rooney”: o vestido de linho xadrez das primeiras cenas, e o vestido de chita, também xadrez, da cena da festa de aniversário.

Vestido de chita xadrez (autor desconhecido) usado por Mary Pickford em "A Pequena Annie Rooney" (William Beaudine, 1925) e exposto no Museu de História Natural de Los Angeles (Foto: Mary Pickford Foundation)

Outras preciosidades da coleção de Mary Pickford incluem um dos vestidos usados em “Coquete” (Sam Taylor, 1929), seu primeiro filme falado e pelo qual conquistou o Oscar de Melhor Atriz em 1930. A atriz convenceu Howard Greer, que havia deixado a carreira de figurinista nos estúdios da Paramount para abrir sua própria loja em Beverly Hills, a fazer suas roupas para “Coquete”. O vestido de seda e tule cor-de-rosa, arrematado por laço na cintura, permanece em ótimo estado de preservação.

Vestido de Howard Greer para Norma Beasant, personagem de Mary Pickford em "Coquete" (Sam Taylor, 1929) - (Foto: Mary Pickford Foundation)

A exposição dos itens de Mary Pickford atrai apaixonados por cinema ao redor de todos os Estados Unidos: Beth Werling aponta que, dos 35 milhões de artefatos do NHM, entre os dez mais solicitados pelos frequentadores estão os cachos de Pickford, doados pela atriz ao Museu em 1932.

Cachos de Mary Pickford, expostos no Museu de História Natural de Los Angeles (Foto: Mary Pickford Foundation)


Fonte:

Império Retrô

Criado em 2010 por Rafaella Britto, o blog Império Retrô aborda a influência do passado sobre o presente, explorando os diálogos entre moda, arte e sociedade.

6 comentários:

  1. Adoro esse tipo de matéria que fala sobre figurinos. Guardo tudo porque sou figurinista de teatro e sempre é uma fonte de pesquisa. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilhoso saber que essas matérias são uma fonte de inspiração para o seu trabalho, Zelia! Muito obrigada e volte sempre.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Fico muito feliz em saber disso, Mirella! Obrigada pelo carinho!

      Excluir
  3. Que gracinha o vestido de Little Annie Rooney! E esses cachos, então? são inacreditavelmente dourados, nunca poderia imaginá-los assim.
    Ótima matéria! Preservar filmes é muito importante, mas os figurinos também são uma parte fundamental para contar a história do cinema.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também jamais poderia imaginar os cachos de Mary tão inacreditavelmente dourados! Nem parecem ser de verdade, parecem cabelos de boneca (e Mary era realmente uma boneca de tão linda).

      Preservar figurinos é tão importante quanto preservar filmes.

      Beijos!

      Excluir

Muito obrigada pela sua visita e sinta-se à vontade para opinar. Lembre-se de que:

(1) Todos os comentários são moderados pela editora do Império Retrô;
(2) Críticas e sugestões serão bem-vindas;
(3) Não serão aceitos spams e comentários anônimos de cunho agressivo.