Grandes Figurinistas: Marjorie Best

Por Rafaella Britto

Jett Rink (James Dean) veste figurino de Marjorie Best em "Assim Caminha a Humanidade" (1956) - (Foto: Reprodução) 

A figurinista norte-americana Marjorie Best nunca esteve sob os holofotes, de maneira que sua trajetória é pouco rememorada nos dias atuais. Entretanto, Hollywood reconheceu o talento artístico de sua obra: Marjorie Best foi vencedora do Oscar de Melhor Figurino em 1949 por “As Aventuras de Don Juan” (1948), estrelado por Errol Flynn, e recebeu, ainda, outras três indicações: “Assim Caminha a Humanidade” (1956), estrelado por Rock Hudson, Elizabeth Taylor e James Dean, “Dez Passos Imortais” (1960), com Greer Garson, e o épico “A Maior História de Todos os Tempos” (1965), com Max von Sydow. Best tornou-se conhecida, sobretudo, por suas habilidades no design masculino.

Rock Hudson e Liz Taylor em "Assim Caminha a Humanidade" (1956) - (Foto: Reprodução)

Marjorie Osborn Best nasceu em Jacksonville, estado de Illinois, em 10 de abril de 1903. Em fins da década de 1920, mudou-se com os pais, Frank e Lizzie Osborn Best, para Los Angeles, onde seu pai passou a trabalhar como corretor de imóveis. Marjorie ingressou na Chouinard Art Institute no intuito de tornar-se pintora ou artista comercial, mas tudo mudou após conhecer a turma de estudantes de design de figurino. “Quando fui pela primeira vez a uma aula de figurino, soube que havia encontrado o trabalho que queria”, disse.
Logo após concluir a graduação, Best passou a trabalhar na United Costume, empresa que alugava figurinos para estúdios de cinema. Embora não estivesse na posição desejada, a designer acreditava que este emprego pudesse ser uma boa experiência de preparação para um futuro trabalho em um estúdio de renome. Na United, Best desenhava para homens e mulheres, porém logo seria conhecida por seus talentos para vestir homens. “Suponho que fiz um bom trabalho”, disse. Quando, em 1943, a Warner Bros. adquiriu a United Costume, o estúdio ofereceu emprego aos melhores designers, e Best conquistou a “posição de seus sonhos”: “Fui com tudo o que eu tinha – uma bolsa e uma mala”.  
Designers de figurinos masculinos eram escassos nos estúdios hollywoodianos, pois desenhar casacas para atores não trazia o mesmo prestígio que desenhar vestidos para atrizes. “O trabalho era obviamente mais difícil que desenhar para mulheres – e mais limitado em sua liberdade de criação”, disse Best. “Eu achava fascinante cada novo desafio”.
Marjorie utilizou seus conhecimentos em história da moda para criar os guarda-roupas de clássicos filmes de época, como “As Aventuras de Don Juan” (1948), pelo qual conquistou o Oscar de Melhor Figurino. Quando desenhava para homens em filmes que remetiam épocas anteriores a 1800, a artista inspirava-se nas cores de variadas espécies de animais, sobretudo pássaros. “[Homens] ditavam a moda e as mulheres eram sombras”, disse. “Por gerações, homens usaram os materiais mais finos, as mais preciosas joias, as cores mais vivas. Então algo aconteceu e há um século e meio suas roupas permanecem quase as mesmas.”

Viveca Lindfors e Errol Flynn em "As Aventuras de Don Juan" (1948) - (Foto: Reprodução)

Marjorie Best foi responsável pelos figurinos de inúmeros westerns, dentre eles, “The Hanging Tree” (1959), com Gary Cooper, e “Rio Bravo” (1959), com John Wayne. Vestiu atores como William Powell, Jack Carson, Dennis Morgan e Errol Flynn. Destes, Flynn era aquele que possuía “o tipo físico que gosto desenhar em meus modelos”. Best buscava acatar as sugestões dos atores. “Diferenças de opinião são naturais por causa das interpretações individuais do personagem”. Para o figurino de seu personagem no western “Silver River” (1948), Errol Flynn sugeriu camisas ligeiramente abertas, em vez da tradicional austeridade dos trajes fechados. Best concordou que as ideias sugeridas pelo ator tornavam os figurinos mais joviais que seus desenhos originais.

Errol Flynn em "Silver River" (1948) - (Fotos: Reprodução)

Após deixar a carreira de figurinista em Hollywood, em 1965, a artista retornou a Chouinard Art Institute, desta vez, como professora de história do design. Fez parte do Costume Designers Guild, organização fundada em 1953, destinada a “promover a pesquisa e difusão dos conhecimentos artísticos e técnicos no campo do design na televisão e no cinema”, e do Departamento de Figurino do LACMA (Los Angeles Museum of Art). Faleceu em 13 de junho de 1997, em Toluca Lake, Califórnia, aos 94 anos, vítima de parada cardíaca.

Oscar 1950

Peggy Dow e Joanne Dru anunciam o Oscar de Melhor Figurino (preto-e-branco) para Edith Head e Gile Steele por "The Heiress", e Melhor Figurino (cores) para Leah Rhodes, Travilla e Marjorie Best por "As Aventuras de Don Juan":



Confira outros trabalhos de Marjorie Best no cinema:

Pier Angeli em "The Silver Chalice" (1954). Em 2003, o vestido de autoria de Marjorie para Angeli foi leiloado através do site Heritage Auctions, e vendido por $1,106.00 (Fotos: Acervo de Paolo Faillace)

June Haver em "Look for the Silver Lining" (1949) - (Fotos: Reprodução)

James Dean em "Assim Caminha a Humanidade" (1956) - (Fotos: Reprodução)

John Wayne em "Rio Bravo" (1959) - (Foto: Reprodução)

Viveca Lindfors e Errol Flynn em "As Aventuras de Don Juan" (1948) - (Foto: Reprodução)

Audrey Hepburn em "The Nun's Story" (1959) - (Fotos: Reprodução)

Greer Garson como Eleanor Roosevelt em "Dez Passos Imortais" (1960) - (Foto: Reprodução)

Max von Sydow em "A Maior História de Todos os Tempos" (1965) - (Foto: Reprodução)

Lana Turner, Gary Cooper e Sigrid Gurie em "A Aventura de de Marco Polo" (1938) - (Foto: Reprodução)

Lana Turner e Sigrid Gurie em "As Aventuras de Marco Polo" (1938) - (Foto: Reprodução)

Gary Cooper em "As Aventuras de Marco Polo" (1938) - (Foto: Reprodução)

Fonte:
JORGENSEN, Jay; SCOGGINS, Donald L. Creating the Illusion – A Fashionable History of Hollywood Costume Designers. TCM publications, 2015.  

Império Retrô

Criado em 2010 por Rafaella Britto, o blog Império Retrô aborda a influência do passado sobre o presente, explorando os diálogos entre moda, arte e sociedade.

4 comentários:

  1. Gente, que post mara!
    Amo o figurino de Assim Caminha a Humanidade.
    Aliás, amo esse filme!
    Beijos<3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Iza! Também amo Assim Caminha a Humanidade.

      Beijos!

      Excluir
  2. <3 Quanto talento! Que figurinos maravilhosos.Fiquei com vontade de assistir As Aventuras de Don Juan.Vou tentar encontrar para ver online.♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se encontrar, diga-me, pois também quero ver.

      Beijos! ♥

      Excluir

Muito obrigada pela sua visita e sinta-se à vontade para opinar. Lembre-se de que:

(1) Todos os comentários são moderados pela editora do Império Retrô;
(2) Críticas e sugestões serão bem-vindas;
(3) Não serão aceitos spams e comentários anônimos de cunho agressivo.